domingo, 1 de março de 2009

Vigilância apertada


Foto : Egidio Santos
Porto
Estranha sociedade esta, em que vivemos. Tantas vezes passo por estes muros que já quase nem me lembro (ou tento esquecer), que por trás deles estão crianças e jovens, que por esta ou aquela razão têm de ser "institucionalizadas".
Mais estranho ainda é sentir-me mais seguro por saber que elas estão lá dentro. E não devia ser assim.

5 comentários:

pf disse...

Ena!, que grande foto!
pf

Pedro disse...

Muito bom!

hatmavalley disse...

...e por certo chegas a sentir culpa por algo que ainda nem fizeste...por algo que raramente te lembra...
por haver muros que nos fazem lembrar crianças
eu sinto.

Ana disse...

As crianças só deviam ter dois lugares: ao colo e em campo aberto e verdejante. Atrás de muros não é bom!

Juky disse...

Oh meu Deus... agora fiquei com o coração tão acelerado... conheço tão bem esses muros... mas do lado de dentro... os meus meninos!