domingo, 17 de fevereiro de 2008

Partir

Foto: Patologista
Quem me dera poder pegar na familia, meter-me num carro e ir por aí fora.
Sem rumo definido a não ser o do gosto, da vontade momentânea, do prazer.
Sem pensar em trabalho, taxas de juro, doenças, problemas e mais problemas.
Só partir e viver a vida.

4 comentários:

GP disse...

Um desejo que eu compartilho.
Boa viagem...

maria_arvore disse...

Perante a visão desses pés no tabliê, fiquei com vontade de fazer o mesmo. :)É que no enquadramento da tua foto até os sinais parecem smileys. :)

patologista disse...

Bem-vindo Gp. Volte sempre.

Oh, Maria, que saudades eu tenho de ir por aí fora. Mas um dia destes lá irei!

ana disse...

Também eu gostaria...

Aqueles pés descalços são um íman para os meus olhos.